PSICANÁLISE ESTRUTURAL


Primeiramente precisamos entender que a teoria só existe por causa da prática. A prática da escuta. A escuta de uma fala individual, subjetiva e intransferível, a fala de cada indivíduo.

Parte da subjetividade de cada indivíduo é inconsciente e surge da necessidade de preencher um vazio que nos acompanha desde a mais tenra infância.Vazio que angústia e que busca respostas para nos tirar do desconhecido.

Essas tentativas de respostas surgem através das explicações que nós humanos

tentamos dar às coisas. É aí que surge a palavra, a fala, e a possibilidade de dar espaço ao inconsciente através da fala, pois o inconsciente é estruturado por palavras.

A palavra estrutura o inconsciente, dá voz ao inconsciente.

Por isso a psicanálise se interessa pela palavra falada, pois é ela que dará acesso ao oculto, ao subjetivo de cada um.

Propriedades psicanalíticas:

  1. Respeito à palavreado Pai: aplicação da regra fundamental - Livre Associação.

  2. Comprometimento ético da psicanálise: não terapêutização do analisante. A análise deve ser uma experiência transformadora.

Psicanálise estrutural é a psicanálise daquilo que significa alguma coisa outra coisa ao sujeito. Tal efeito revela-se através da estrutura elementar: a palavra. A palavra é o objeto de estudo da psicanálise estrutural.

A estrutura do sofrimento humano:

As psicopatologias podem ser entendidas como formações-efeito da imobilidade da “estrutura significante”.

O que é estrutura significante?

É aquilo do qual você não está falando sobre. Neurose é afeto não verbalizado.

E é sobre essa característica de “inércia psíquica” que a psicanálise em sua abordagem estrutural deve infundir no sujeito que procura passar pela experiência analítica.

CONHEÇA A EPE - Escola de Psicanálise Estrutural clicando AQUI.

Posts em Destaque 
Posts Recentes 
Arquivos
Pesquisa por Tags 
Sigam-nos
  • Facebook Basic Square
  • Instagram ícone social
  • Twitter Basic Square

© 2017 por P@t Estúdio

Todos os Direitos Reservados

Pat logo5.png