REPRESSÃO E RECALQUE


O primeiro mecanismo de defesa detectado por Freud foi a repressão.

O inconsciente é constituído a partir do processo de repressão.

A repressão é o mecanismo que impede que o conteúdo pulsional ascenda à consciência.

Podemos inclusive entender que todos os mecanismos de defesa são uma variação desse primeiro, onde funcionam como tipos de barreiras do conteúdo pulsional.

O indivíduo reprime o conteúdo desejante e acaba ignorando o próprio desejo, já que a maior parte surge em uma instância inconsciente.

O conteúdo impedido de ascender à consciência estrutura uma tensão. A ação da repressão causa tensão e consequentemente desconforto.

A partir da repressão, surge o recalque. Que é enviar o conteúdo que está tensionando de volta para o inconsciente, causando assim uma sensação de alívio da tensão causada pela repressão. E a partir do recalque, engatilha-se o sintoma, que é o retorno do recalcado. O que não pode ascender à consciência em sua forma original e foi jogado para o inconsciente, retorna através de sintomas.

Por efeito podemos entender que quanto mais o indivíduo reprime e recalca mais sintomas ele tem.

A representação do sintoma por excelência é a angústia, que pode vir travestido de diversas modalidades como por exemplo ansiedade.

Entendemos então que o conteúdo pulsional que não passa pela aprovação da consciência é devolvido ao inconsciente e retorna como uma angústia simbolizada das mais diversas formas como ansiedade, fobia, ato falhos etc.

Posts em Destaque 
Posts Recentes 
Arquivos
Pesquisa por Tags 
Sigam-nos
  • Facebook Basic Square
  • Instagram ícone social
  • Twitter Basic Square

© 2017 por P@t Estúdio

Todos os Direitos Reservados

Pat logo5.png